Ushuaialaska – onde tudo começa

Este é o primeiro post de uma longa viagem que, por enquanto ainda está em planos, mas que em janeiro deve se tornar realidade.

Ushuaialaska, a amálgama de palavras que compõe provisoriamente o nome do projeto, é a metáfora das Américas unidas, como um só continente, espécie de estrada que pretendemos percorrer no próximo ano.

Parece que 2012 é o ano do fim do mundo, então não tem ano melhor pra chegar até onde o mundo termina literalmente: Ushuaia, cidade mais ao Sul da Argentina. Depois vamos subir pelas América até o Alaska… ou até onde der né, pq sabe cumé? No fim do ano vai estar um frio da porra lá na terra dos yankees e dos alces.

A ideia inicial é fazer deste espaço uma espécie de diário de viagem, junto com as informações mais essenciais a quem queira fazer uma viagem parecida. Se é pra ser útil a outros viajantes, o mais importante é contar o que deu errado, situações em que a gente passa perrengue e mais aprende. Então não precisa ficar com dó. Se contarmos aqui algo muito escabroso, lembre que sobrevivemos pra contar 😉

Vou eu, Fabrício Muriana, formado em comunicação social, graduando em Filosofia (tranquei, né, fazer o quê?), semi-alfabetizado, ciclista urbano, ator profissional a contra-gosto, uma das pessoas que ajudou a criar o projeto das Coletivas, que pirou em algumas ideias do Ônibus Hacker, que participa há alguns anos da Metareciclagem e da Bicicletada de São Paulo. Enfim, que acha mór legal o atual momento político da América Latina.

Vai também o Affonso Prado (ou como eu o vejo), artista plástico, baterista, pandeirista, desenhista, ex-aluno do exército brasileiro, carioca de nascença (só de nascença), roda por São Paulo com uma Peugeut 10 de mais de 20 anos. Amigo que conheci no colegial e que topou o ano sabático dando rolê-nas-américa. Também está no projeto das Coletivas desde o começo e cedeu um pedaço da casa para oficina!

Uma opinião sobre “Ushuaialaska – onde tudo começa

  1. Adriana disse:

    Gostei muito desse site!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *